Anestésico Articaine 1:100 - NOVA DFL

Cód.: DAA4270A

Embalagem c/ 50 tubetes c/ 1,8ml cada.

Atenção! Este produto possui venda restrita ao profissional prescritor, devidamente inscrito em Conselho de Classe.

R$164,90
3x de R$54,97 sem juros
Esgotado

Calcular frete e prazo

O prazo de entrega inicia-se após a confirmação de pagamento.

Indicado para procedimentos mais complexos ou que necessitam de complementação palatina. Utilizado em tratamentos cirúrgicos em geral, principalmente em pacientes que relatam dificuldades de serem anestesiados.

Composição: Cloridrato de Articaína 4% com Epinefrina 1:100.000.

A articaína é o único anestésico local do tipo amida que contém um grupamento tiofeno. Além do mais, o cloridrato de articaína é o único anestésico local do tipo amida amplamente usado que também contém um grupamento éster, o que faz com que sua biotransformação ocorra tanto no plasma (hidrólise pela esterase plasmática) quanto no fígado (enzimas microssomais hepáticas).

Articaína: - A Articaína é o um anestésico do tipo amida que possui um anel tiopental como sua porção lipofílica. - Isto lhe confere extrema lipossolubilidade e difusibilidade. - Em comparação com a lidocaína, é 1,5 X mais potente, com uma toxicidade bem menor (0,6). - Sua dose total é de 500 mg contra 300 para a lidocaína. - Sua potência vasodilatadora é similar à da lidocaína, contudo é eficaz quando associada à adrenalina. - O início de ação anestésica se dá em 1 a 2 minutos para infiltração, e 2 a 3 minutos para bloqueio regional. - Uma das principais características da articaína é a anestesia palatina causada por apenas uma infiltração vestibular na região de pré-molares (volume de 1,8 ml), inclusive na mandíbula. - Uma das principais contraindicações são pacientes com tendência a desenvolverem metemoglobinemia.

Epinefrina: - Vasoconstritor de referência para comparação dos demais vasoconstritores no aspecto potência e segurança, a epinefrina atua semelhantemente à adrenalina endógena, liberada pela glândula supra-renal. - Promove vasoconstrição por atuação nos receptores alfa capilares, resultando em hemostasia efetiva durante procedimentos cirúrgicos. - Sua eficácia e relativa segurança permite que a ação do anestésico local seja suficiente para a maioria dos procedimentos, diminuindo a toxicidade e aumentando a hemostasia. Registro MS nº: 1.0177.0025.003-4.

O cloridrato de articaína estabiliza a membrana neuronal inibindo o fluxo de íons necessários ao início e condução dos impulsos, causando por isto um efeito de anestesia local. - Isento de Metilparabeno. - Maior hidrossolubilidade. - Maior difusão nos tecidos ósseos, evitando em muitos casos a desconfortável complementação palatina. - Embalagem em blisters lacrados com 10 tubetes, minimizando a contaminação externa. - Acondicionados em tubetes de cristal, que permitem a melhor visualização do refluxo sanguíneo. - Minimizam a dor durante a aplicação, pela maior suavidade de deslizamento do êmbolo siliconado. - Mantém a eficiência do produto inalterada durante todo o período de validade, pela ausência de porosidade do cristal.

Baixar bula

O cloridrato de articaína estabiliza a membrana neuronal inibindo o fluxo de íons necessários ao início e condução dos impulsos, causando por isto um efeito de anestesia local. - Isento de Metilparabeno. - Maior hidrossolubilidade. - Maior difusão nos tecidos ósseos, evitando em muitos casos a desconfortável complementação palatina. - Embalagem em blisters lacrados com 10 tubetes, minimizando a contaminação externa. - Acondicionados em tubetes de cristal, que permitem a melhor visualização do refluxo sanguíneo. - Minimizam a dor durante a aplicação, pela maior suavidade de deslizamento do êmbolo siliconado. - Mantém a eficiência do produto inalterada durante todo o período de validade, pela ausência de porosidade do cristal.